Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Sete de Setembro -  Orgulho de ser brasileiro
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Sete de Setembro -  Orgulho de ser brasileiro

  • Publicado: Segunda, 07 de Setembro de 2020, 12h37
  • Última atualização em Segunda, 07 de Setembro de 2020, 13h06

Patriotismo é o sentimento de orgulho, amor, devolução e devoção à pátria, aos seus símbolos e ao seu povo. Conhecido também como civismo, representa uma forma de um povo enaltecer a cultura nacional, sendo de extrema importância o conhecimento dos símbolos nacionais e de personalidades históricas.

Os símbolos nacionais, tais como: Bandeira, brasão, selo e hino, transbordam em sua essência e origem o sentimento de ser brasileiro. A bandeira expressa em suas cores os céus e rios, a riqueza e as matas brasileiras, além de externar o desejo pela paz e representar nossos 26 estados mais o Distrito Federal. O brasão representa as glórias, honras e a nobreza da nação. O selo é um dos principais símbolos da república de um povo, é ele que autêntica os atos do governo e reconhece documentos oficiais. Por último, mas não menos importante, temos o hino nacional.

Considerado um dos hinos mais bonitos do mundo, o hino brasileiro apresenta de forma bastante complexa, com um rico vocabulário e uso de metáforas o quanto devemos nos orgulhar de nossa nacionalidade, além de fazer diversas referências à formação do Brasil independente.

Nessa aclamação à cultura nacional, não poderiam ficar de fora os personagens históricos. Nomes como os de Dom Pedro I, Tiradentes, Xica da Silva, Barão de Mauá, princesa Isabel e muitos outros, jamais deixarão de serem citados ao contar a história do Brasil. História essa, que jamais deve ser menosprezada, pois o sentimento de patriotismo é uma das maiores riquezas de um povo. E o brasileiro que bem conhece sua cultura, não há de renegá-la. E se um filho teu jamais foge à luta, nem a morte há de temer, pois " Dos filhos deste solo és mãe gentil

Pátria amada, Brasil!"

2019

Texto: Aluna MAYRA, Esquadrão de Cavalaria

registrado em:
Fim do conteúdo da página